Caros Diocesanos:

Por iniciativa do Papa Francisco, no cinquentenário do documento do Concílio Vaticano II sobre a vida religiosa, vai dedicar-se um ‘ano’ à Vida Consagrada, com início no dia 30 de Novembro e encerramento em 2 de Fevereiro de 2016.

A Conferência Episcopal Portuguesa, no seguimento da iniciativa do Santo Padre, publicou há dias a carta pastoral “Chamados a levar a todos o amor de Deus”, onde convida toda as igrejas a aproveitarem este ano para celebrarem e para apreciarem com renovada atenção a Vida Consagrada.

Feliz com esta iniciativa convido toda a Diocese – clero, leigos, movimentos e obras, consagrados e os diversos secretariados ou comissões – ao aproveitamento deste ano para a redescoberta do dom e do tesouro da Vida Consagrada. Peço também ao clero, aos responsáveis dos vários serviços e movimentos bem como aos catequistas e professores de EMRC que sensibilizem a todos os que lhes estão confiados para a redescoberta do dom precioso da Vida Consagrada.

A Vida Consagrada – mais abrangente que a ‘vida religiosa’ – está presente entre nós com sete institutos religiosos masculinos, a maioria padres; com 13 institutos religiosos femininos, incluindo o mosteiro da vida contemplativa, com dois novos movimentos tais como a Comunidade Shalon, no Cristo Rei e a Comunidade Aliança da Misericórdia, no Álamo e ainda com a ordem das Virgens e com as Auxiliares do Apostolado.

Espero que esta iniciativa do Papa Francisco nos ajude a manifestar-lhes apreço e gratidão pelo seu serviço nesta nossa querida Igreja de Setúbal e, dum modo muito especial, pelo ‘serviço’ de nos convidarem a colocar a Deus, em tudo e sempre, em primeiro lugar e de nos lembrarem que “ não temos aqui cidade permanente” (Heb.13,14) porque “somos cidadãos do Céu” (Fil.3,20). Espero também que este ‘Ano’ contribua para aprofundar a pastoral vocacional e para pedir ao Senhor novas vocações de consagração especial. Espero ainda que contribua para que cada consagrado – cada um com o seu carisma – nos ajude a viver e a testemunhar a alegria do evangelho, nos estimule a ir ao encontro dos irmãos mais fragilizados para os trazer para o centro e que nos ajude a viver com intensidade e com alegria a preparação para os quarenta anos da nossa Diocese sob o lema: ‘Igreja de Setúbal, com Maria, alegra-te e evangeliza’.

No início do ‘Ano da Vida Consagrada’ convido a todos à leitura da carta da Conferência Episcopal sobre a Vida a Consagrada e, de modo muito especial, convido a todos vós, caros diocesanos, para a celebração do dia da Diocese, no dia 8 de Dezembro, na nossa Sé, às 16 horas para aí fazermos memória agradecida a Deus pela presença da Vida Consagrada na Diocese. De modo especial, espero a presença das comunidades ‘servidas’ pelos consagrados/as. Será uma boa maneira de entrarmos com o pé direito no ano da Vida Consagrada.

Implorando a bênção de Deus sobre cada um de vós, caros amigos, confio-me também com toda a Diocese à vossa oração.

23 de Novembro 2014, Solenidade de Cristo Rei.

+ Gilberto, Bispo de Setúbal